Hoje encerramos nossa série de textos sobre o Barroco Mineiro, estilo artístico que marcou o Brasil no período colonial e que, até hoje, encanta pessoas do mundo inteiro. Presente nas igrejas, casarões e em detalhes sutis das cidades históricas de MG, o Barroco Mineiro com certeza é motivo de orgulho para nosso estado e nosso país.

Nos primeiros dois artigos da série, falamos sobre as principais características do estilo e, em seguida, sobre Aleijadinho: artista genial e um dos maiores ícones do período. Clique nos links destacados para ler os dois textos. Hoje, para encerrar a sequência, vamos falar sobre o legado que o Barroco Mineiro deixou nos cenários artísticos nacional e internacional.

A arte como símbolo histórico

Quando observamos uma obra de arte criada no período do Brasil colonial, seja a fachada de uma igreja, um altar rico em detalhes, as janelas de um casarão ou qualquer outro item, é possível conhecer melhor a história do país e a sua realidade naquela época. Com o Barroco Mineiro não é diferente.

As criações desse estilo possuem a capacidade de transmitir importantes aspectos sociais e econômicos do período. Por exemplo: a ampla valorização da arte de cunho religioso, indício da força que a Igreja Católica detinha e do valor que toda a sociedade dava à fé. Também é visível a prosperidade econômica da região mineira, em pleno Ciclo do Ouro. Não é por acaso que a arquitetura e escultura barroca sejam tão sofisticadas em seus materiais e detalhes. As obras de arte relatam fatos que os livros de história comprovam.

A igreja do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas / MG. Foto: Eric Gaba / Wikipedia

 

Um estilo com cara de Brasil

Outro ponto que merece destaque na importância do Barroco Mineiro é o fato de que ele simboliza o início da essência artística brasileira. Enquanto colônia de Portugal, o país ainda buscava identidade em todos os aspectos. Na arte, as obras mineiras significaram a criação de características próprias a partir de um estilo que já possuía suas bases bem definidas. Afinal, o Barroco surgiu na Itália e se espalhou por diversos países antes de chegar ao Brasil.

Em outras palavras, o Barroco Mineiro começou a demonstrar algo que vemos até hoje: a capacidade do povo brasileiro de criar com muita personalidade própria. Somos uma nação de pessoas criativas, autênticas e que, no geral, possuem facilidade para se expressar. Isso fica bem evidente ao olharmos para obras criadas em séculos passados.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o Barroco Mineiro, que tal ver alguns exemplos do estilo ao vivo e a cores? Aqui em Tiradentes/MG, a Igreja Matriz de Santo Antônio é uma das construções pertencentes a este rico período. Inclusive, o desenho da fachada da igreja é obra de Aleijadinho.

Faça sua reserva em nossa pousada e venha conhecer este e outros pontos turísticos encantadores que aguardam por você em Tiradentes. Até breve!